Chez Marie

j´ai 19 et il a... je n´ai sais pas, nous promênes dans le voiture. Il s´habille en noir e moi en blanc. Bien sur qu´il vainquit toujours. Bang bang. Mon cher m´atteignis. But, finally, "seasons came and changed the time"! My despair and my happiness are just the same.

Name:
Location: Fortaleza, Ceará, Brazil

Friday, September 30, 2005

tempo para mim

Em meio a tantas decepções,problemas pessoais e tristezas coletivas... será que é possível dizer: "Eu sou feliz"?... Como alguém pode afirmar com convicção sentimentos de plena felicidade, quando à sua volta pessoas morrem de fome, a classe detentora do poder já perdeu a vergonha de rir na frente do povo, quando mães morrem e amigos sofrem, quando o mundo mostra-se efêmero e os ideais sonhados e valores almejados estão, a cada dia, mais fragilizados? Desculpem-me, mas eu não posso compactuar com isso. Posso até sorrir, posso brincar, posso até mesmo pensar que sou feliz... mas não ouso dizer... não, pois isto é impossível.

Song: Morning Passages - Philip Glass... inigualável

Tuesday, September 13, 2005

I miss Rio...


Saudades do Rio, dos meus amigos queridos, dos passeios em Itacoaiara, das andanças de moto, das passadas em Botafogo e em sua exuberante praia... saudade da Lagoa, do Cristo, "braços abertos sobre a Guanabara". Saudade de muita coisa...


Ela é carioca
Ela é carioca

Basta o jeitinho dela andar
Nem ninguém tem carinho assim para dar
Eu vejo na cor dos seus olhos
As noites do Rio ao luar

Vejo a mesma luz
Vejo o mesmo céu
Vejo o mesmo mar

Ela é meu amor, só me vê a mim
A mim que vivi para encontrar

Na luz do seu olhar
A paz que sonhei

Só sei que sou louca por ela
E pra mim ela é linda demais
E além do mais

Ela é carioca
Ela é carioca

Só sei que sou louca por ela
E pra mim ela é linda demais
E além do mais

Ela é carioca
Ela é carioca



Tom Jobim

Sunday, September 11, 2005

O mestre Neruda


Quem morre?

Morre lentamente
quem se transforma em escravo do hábito,
repetindo todos os dias os mesmos trajectos, quem não muda de marca
Não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente
quem faz da televisão o seu guru.
Morre lentamente
quem evita uma paixão,
quem prefere o negro sobre o branco
e os pontos sobre os "is" em detrimento de um redemoinho de emoções,
justamente as que resgatam o brilho dos olhos,
sorrisos dos bocejos,
corações aos tropeços e sentimentos.
Morre lentamente
quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho,
quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho,
quem não se permite pelo menos uma vez na vida,
fugir dos conselhos sensatos.
Morre lentamente
quem não viaja,
quem não lê,
quem não ouve música,
quem não encontra graça em si mesmo.
Morre lentamente
quem destrói o seu amor-próprio,
quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente,
quem passa os dias queixando-se da sua má sorte
ou da chuva incessante.
Morre lentamente,
quem abandona um projecto antes de iniciá-lo,
não pergunta sobre um assunto que desconhece
ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe.

Evitemos a morte em doses suaves,
recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior
que o simples fato de respirar. Somente a perseverança fará com que conquistemos
um estágio esplêndido de felicidade.

A Waltz for a night


A Waltz for a night
Julie Delpy



Let me sing you a waltz
Out of nowhere, out of my thoughts
Let me sing you a waltz
About this one night stand

You were for me that night
Everything I always dreamt of in life
But now you're gone
You are far gone
All the way to your island of rain

It was for you just a one night thing
But you were much more to me
Just so you know

I hear rumors about you
About all the bad things you do
But when we were together alone
You didn't seem like a player at all

I don't care what they say
I know what you meant for me that day
I just wanted another try
I just wanted another night
Even if it doesn't seem quite right
You meant for me much more
Than anyone I've met before

One single night with you little Jesse
Is worth a thousand with anybody

I have no bitterness, my sweet
I'll never forget this one night thing
Even tomorrow, another arms
My heart will stay yours until I die

Let me sing you a waltz
Out of nowhere, out of my blues
Let me sing you a waltz
About this lovely one night stand

Saturday, September 10, 2005

Dream

São tantos os meus sonhos... Quando poderei realizá-los? Quando terei persistência e perseverança suficientes para ao menos tentar? De diplomata até guia turística de museus de arte, de fotógrafa a pianista, de mãe a decididamente desimpedida... tudo especulação, tudo fruto de uma mente ociosa? Não creio. Apenas mais alternativas, mais caminhos para a tão sonhada "bonheur".

dream
dream
dream
dream
whatever i want
all i have to do is
dream.....

L´amitié

Saudades do meu querido "hermano". As brigas de quando éramos crianças, as brincadeiras e molecagens, as vezes em que ele me acobertou quando cometi algumas "contravenções"... as confidências, os passeios de família e as caminhadas à beira da praia - ah! o mar de Angra.... cinema e yakisoba, o ponto da tia nadir!!, as competições(sadias?) na piscina e fora dela, charlene..., as filmagens insanas, as conversas inacábaveis e também as inacabadas, os conselhos, a cumplicidade, a distância. Amizade inabalável.

You´ve got a friend
James Taylor


When you're down and troubled
and you need a helping hand
and nothing,oh, nothing is going right.
Close your eyes and think of me
and soon I will be there
to brighten up even your darkest night
you just call out my name
and you know wherever I am
I'll come running, oh yeah baby
to see you again.
Winter, spring, summer, or fall,
all you've got to do is call
and I'll be there, yeah, yeah, yeah.
You've got a friend.

If the sky above you
should turn dark and full of clouds
and that old north wind should begin to blow
Keep your head together and call my name out loud
and soon I will be knocking upon your door.
You just call out my name and you know where ever I am
I'll come running to see you again.
Winter, spring, summer or fall
all you got to do is call
and I'll be there, yeah, yeah, yeah.

Hey, ain't it good to know that you've got a friend?
People can be so cold.
They'll hurt you and desert you.
Well they'll take your soul if you let them.
Oh yeah, but don't you let them.

You just call out my name and you know wherever I am
I'll come running to see you again.
Oh babe, don't you know that,
Winter spring summer or fall,
Hey now, all you've got to do is call.
Lord, I'll be there, yes I will.
You've got a friend.
You've got a friend.
Ain't it good to know you've got a friend.
Ain't it good to know you've got a friend.
You've got a friend.

Friday, September 09, 2005

eu comigo


Sábado, noite. Cidade, cheia. Amigos, bares. Amigas, festas. Eu, comigo. Tão boa a traquilidade do meu refúgio! Ficar, deitar na cama, assistir a um filme, comer porcarias e colocar o pijama velho. Rir pelo simples fato de estar bem comigo mesma. Cansei. Ler. 30min, 1h, 1h30... já é o suficiente. Web. Dezenas fazendo o mesmo. Falei com a Bea, ri com o Caio, confessei-me com o Bruno. O sono chegou: ligar tv novamente. Meu "brilho eterno" pela enésima vez. zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz............


Chanson triste
Carla Bruni

Chanson juste pour toi,
Chanson un peu triste je crois,
Trois temps de mots froissées,
Quelques notes et tous mes regrets,
Tous mes regrets de nous deux,
Sont au bout de mes doigts,
Comme do, ré, mi, fa, sol, la, si, do.
C'est une chanson d'amour fané,
Comme celle que tu fredonnais,
Trois fois rien de nos vies,
Trois fois rien comme cette mélodie,
Ce qu'il reste de nous deux,
Est au creux de ma voix,
Comme do, ré, mi, fa, sol, la, si, do.
C'est une chanson en souvenir
Pour ne pas s'oublier sans rien dire
S'oublier sans rien dire

Le première jour

O que fazer em um momento de ociosidade e de devaneios na mente... quando nada é certo ou errado , quando princípios e orgulho são postos de lado apenas para que se tenha a liberdade de pensamento. Querer estar em nowhere e everywhere, ser um constante paradoxo ambulante. Magoar-se facilmente e chorar às escondidas. Pedir a alguém a felicidade em troca de nada. Acordar no meio da noite e reviver o passado pseudofeliz e obscuro. Planejar um milhão de coisas para o dia e na primeira tentativa frustrada desistir do que poderia ter sido realizado. Viver. Interromper. Naufragar. Fail in the fisrt day.


Little bird
The White Stripes

I got a little bird
i'm gonna take her home
put her in a cage
and disconnect the phone

if you give me a look
i'm gonna get the book
i'm gonna preach the word
i wanna preach to birds
as i walk the floor
yeah this i know

when i get you home
this is how it goes
i got nothing to lose
i'll never let you go